sexta-feira, 18 de julho de 2008

O Pintassilgo - Leonardo da Vinci

Ao voltar para o ninho, trazendo no bico uma minhoca, o pintassilgo não encontrou seus filhotes. Alguém os havia levado embora durante sua ausência.Começou a procurá-los por toda a parte, chorando e gritando. A floresta inteira ecoava seus gritos, mas ninguém respondia.Dia e noite, sem comer nem dormir, o pintassilgo procurou seus filhotes, examinando todas as árvores e olhando dentro de todos os ninhos.Certo dia um pássaro lhe disse:- Acho que vi seus filhotes na casa do fazendeiro.O Pintassilgo voou, cheio de esperança, e logo chegou à casa do fazendeiro. Pousou no telhado, mas lá não havia ninguém. Voou para o pátio - ninguém.Então, levantando a cabeça, viu uma gaiola pendurada do lado de fora de uma janela. Os filhotes estavam presos lá dentro.Ao verem a mãe subindo pela grade da gaiola, os filhotes começaram a piar, suplicando-lhe que os libertasse. O pintassilgo tentou quebrar as grades com o bico e com as patas, mas foi em vão.Em seguida, com um grito de grande tristeza, voou novamente para a floresta.No dia seguinte o pintassilgo voltou para junto da giola dentro da qual seus filhotes estavam presos. Fitou-os longamente, com o coração carregado de tristeza. Em seguida alimentou-os um a um, através das grades, pela última vez.Levara-lhes uma erva venenosa, e os passarinhos morreram.- Antes a morte - disse o pintassilgo, - do que perder a liberdade.




Propostas de atividades:

Faça uma resenha do texto O Pintassilgo;

Estabeleça comparações entre outras obras literárias, filmes,
ou mesmo entre a ficção e a realidade.

Forneça detalhes de apreciação e justifique
a razão de indicar essa leitura ou não.

Dê sua nota de avaliação e justifique-a.

Boa sorte!

Nenhum comentário: